31 de mai de 2010

Eu... e mais vinte em Pedro II


 
 Saiba como estão os preparativos para o Festival de Inverno de Pedro II.

Enquanto enumerava pessoas nos dedos da mão esquerda, pela terceira vez seguida, a universitária Camila Vasconcelos rabiscava compulsivamente uma folha de papel num intenso esforço de memória: “Luana, Cairo, Prycilla, Viviane... droga! Só consigo lembrar de 18, ainda faltam 2”, protestou a garota  levando a caneta à boca enquanto fazia um olhar pensativo, sem prestar atenção  ao comentário conformado de uma das amigas sentadas ao redor da mesa “18? Acho que dessas eu  só conheço umas 5...”. 
A situação de confusão vivida Camila e seus companheiros era, possivelmente, a mesma compartilhada por um grande número de pessoas naquele momento: definir, com um mínimo de antecedência, quem e quantos, iriam ocupar a casa que estava sendo alugada pelo grupo para a sétima edição do Festival de Inverno de Pedro II, previsto para acontecer nos próximos dias 03, 04, 05 e 06 de junho na serra piauiense.
 Todos os anos milhares de turistas, principalmente de Teresina, aportam na charmosa capital da opala em busca de diversão e cultura e essa gente toda não parece se importar em dividir esse momento com 10, 20 e, às vezes, 30 “amigos” de uma só vez. “Eu já estive no festival em 2008 e o evento superou minhas expectativas, isso me levou a correr atrás logo no inicio, dessa vez, pra curtir o clima de arte que rola por lá” explica nossa protagonista do início da matéria, e completa: “Vou dividir uma casa com mais 20 pessoas e sinceramente acho que vale a pena, principalmente porque você ainda tem chance de conhecer gente nova, amigos de amigos ou até desconhecidos legais”.

 Tal opinião é levada a cabo por Vanessa Feitosa, também estudante universitária, que está levando a Pedro II nada mais nada menos que 150 turistas em três ônibus fretados por ela mesma, e vai dividir alojamento com 50, isso mesmo, 50 pessoas. “Acho super tranqüilo, e até mais divertido curtir o festival assim, a maioria dessa pessoal só quer mesmo é um lugar para dormir e tomar banho, depois que eu resolvi isso, ficou todo mundo mais tranqüilo, além do que, acho que o importante também, é ver a galera de 20, 20 poucos anos se mexendo pra ir atrás de fazer o festival acontecer, sei de pelo menos mais 3 grupos diferentes que também estão alugando casa, eles provavelmente sabem de mais três, isso é sinal de evolução cultural da nossa geração.”

Apesar das verdadeiras aventuras empreendidas por alguns para ir ao festival, assistir às atrações nacionais e internacionais, que neste ano incluem: Zeca Baleiro, Fernanda Takai e o aclamado guitarrista americano Stanley Jordan, não é somente privilégio dos mais novos, Meryvone Pereira, 47, e bem mais modesta no compartilhamento de espaço, também vai marcar presença em Pedro II e afirma estar ansiosa pelo evento: “Estou indo com meu filho e mais 2 casais de amigos, ficou um pouco mais caro, mas vale a pena pelo conforto”, diz a funcionária pública. “Estou esperando mais pelo show do Zeca (Baleiro) e da Fernanda Takai, acho-os ótimos”, encerra.

Ano passado, mais de 15 mil pessoas passaram pela cidade durante os três dias de festival e a expectativa da secretaria de Turismo para esse ano é de que esse Recorde seja batido, o que tornaria essa edição a maior de todas já realizadas. Agora o que nos resta é ir e conferir, mesmo que seja num espaço apertado com 20 pessoas. 

Fotos das principais atrações do evento: 

 Da esquerda para a direita, de cima para baixo: Fernanda Takai, Armandinho, Stanley Jordan e Zeca Baleiro. Fonte: www.festivaldeinvernodepedro2.com.br

Por: Filipe Poty
filipepoty@hotmail.com

Artigos Relacionados

0 comentários:

Postar um comentário